Vida independente: como é morar sozinho?

Veja se o que dizem sobre morar sozinho realmente é verdade

Você pode ter escolhido estudar em uma outra cidade, fazer um intercâmbio, optar pela liberdade de sair das asas dos pais ou mesmo por causa do trabalho. Contudo, em todos esses casos, você terá que conviver com uma realidade muito idealizada, sonhada desde a adolescência e que você só descobre a real quando convive pessoalmente: morar sozinho.

Tire logo da cabeça aquelas histórias de oba-oba, festas sem fim, bebedeira todo dia e o fato de não dar satisfação a ninguém. Para encarar uma “carreira solo” é preciso muita disciplina, atenção e responsabilidade.

Finanças

Morar sozinho envolve muitos gastos além do próprio aluguel. Para que você não deixe nada de lado, faça uma planilha com as contas fixas para você se programar, agende pagamentos no seu banco e evite pagar depois da data limite.

Outro ponto a se observar é a forma de pagamento. Contas de consumo (alimento, gasolina, transporte, água, luz, telefone, internet, TV à cabo e condomínio) devem ser pagar em débito, já que no outro mês elas estarão lá. Caso você efetue o pagamento no crédito, isso pode levar a um efeito bola de neve, acumulando dividas sem controle.

Alimentação

Não é porque você saiu da casa da sua mãe que agora vai comer só junkie food. Morando sozinho, você terá que tomar muito mais cuidado com o que vai comer e precisa balancear a alimentação, ou a balança vai denunciar seu novo estilo de vida. Escolha um ou dois dias para uma alimentação mais desregrada e o resto dos dias priorize comida saudável e uma dieta variada.

Saiba que não é toda comida que fica pronta em 5 minutos, como o macarrão instantâneo. Cozinhar vai demandar tempo e muita louça suja para limpar. Tende otimizar fazendo pratos para mais de uma refeição, e conserve na geladeira ou até no freezer.

Gestão de alimentos

Faça listas do que você precisa comprar e deixe-as em um ambiente acessível para ir acrescentando durante os dias. Se você não tem muito tempo para ficar na cozinha, evite alimentos que estragam em poucos dias. Mantenha um estoque de alimentos coringas (macarrão, molho pronto, macarrão instantâneo, enlatados, arroz, creme de leite, leite condensado, biscoitos, óleo, sal e temperos).

Para os pratos que você fizer, deixe, no máximo, três dias na geladeira. Uma vez por mês faça uma vistoria geral na geladeira e jogue fora coisas muito antigas e com prazo de validade vencido.

Limpeza

Se você quiser viver em um ambiente decente e confortável (e possivelmente queira receber visitas), precisa se preocupar com a limpeza. Divida as tarefas e programe-se durante os dias da semana. Caso seu orçamento permita, avalie contratar alguém que cuide disso uma vez por semana. Assim você otimiza seu tempo com outras coisas a não ser o cuidado com o espaço.

Roupa suja

Ao contrário da casa dos seus pais, morando sozinho as roupas não aparecerão nas gavetas limpas e passadas. Você terá que programar pelo menos um dia na semana para lavá-las e outro para passar. Na hora de lavar, separe as roupas coloridas das brancas para não manchar. Quando for passar, escolha a temperatura ideal para o tecido e cuidado com as estampas.

Festas

Nos primeiros meses, você vai querer chamar todo mundo para seu espaço, vai querer dar festas todo final de semana e tudo mais. Porém, lembre-se de que esta é sua casa e seu espaço. Por isso, manere nos eventos em casa e evite chamar qualquer um. Ou você terá coisas destruídas ou furtadas em seu apartamento ou casa.

Outro ponto importante é na hora de chamar uma paquera. Apesar de ter o espaço para você, evite chamar qualquer pessoa. Até porque uma vez com o endereço na mão, pode atormentar você por muito e muito tempo.

Nada se resolve sozinho

Essa é uma coisa que você vai aprender com os erros e problemas que aparecerem no seu espaço. Inevitavelmente as coisas vão quebrar. E para isso, precisarão de alguém que assuma as responsabilidades. E este será você. Com ajuda internet e por tentativa e erro, você chega lá.

 

Morar sozinho é o sonho de qualquer pessoa, principalmente dos jovens que têm sede de independência. Não é para menos, imagina que demais você poder decorar a sua casa do jeito que quiser?

Todavia, como tudo na vida, morar sozinho também tem o lado negativo.