Testosterona influencia no comportamento do homem?

Homem agressivo? Honesto? A testosterona influencia?

A testosterona é considerada o hormônio masculino por natureza, responsável pela agressividade e pela postura típica dos homens.

O hormônio sexual testosterona responde por atributos tipicamente masculinos – promove a formação das características sexuais, aumenta o libido e os músculos.

Testosterona social

Contudo, o caráter essencialmente “másculo” da testosterona pode mudar.

Segundo pesquisas da Universidade de Bonn, na Alemanha, pesquisadores demonstraram que a testosterona também favorece o comportamento social. Como?

Em uma série de jogos, onde os participantes podiam mentir para ganhar mais dinheiro, um maior nível de testosterona levou ao resultado oposto ao esperado, com os voluntários mentindo menos para ganhar.

Isto é surpreendente porque este hormônio sexual tendo sido associado com comportamentos essencialmente competitivos, individualistas e, essencialmente, egoístas.

Causa e efeito dos comportamentos

A desvantagem de muitos estudos é que eles apenas correlacionam o nível de testosterona dos participantes com o seu comportamento.

Isso faz com que resultados reflitam apenas ligações estatísticas, não fornecendo qualquer informação sobre as causas de cada comportamento.

Assim, dizem os pesquisadores alemães, as pesquisas feitas até agora não são capazes de estabelecer uma relação casual entre a testosterona e os comportamentos agressivos associados aos homens.

Não é apenas a testosterona que influencia o comportamento, o comportamento, por sua vez, também influencia os níveis do hormônio. Ou seja, pode ser o comportamento agressivo que eleva o nível de testosterona, e não o contrário.

Testosterona e honestidade

A equipe partiu então em busca de uma abordagem experimental que também permitisse deduzir uma relação de causa e efeito entre testosterona e comportamento.

Os cientistas recrutaram um total de 91 homens saudáveis para uma experiência comportamental. Um grupo de 46 deles foi tratado com testosterona, aplicada a pele, na forma de gel. Os outros 45, receberam apenas um gel de placebo (preparação neutra quanto a efeitos do hormônio).

A seguir, os dois grupos foram submetidos aos experimentos comportamentais. Estas experiências foram projetadas de tal forma que os indivíduos podiam mentir ou não.

Os pesquisadores, então, compararam os resultados do grupo com testosterona mais elevada com os resultados do grupo de controle.

Testosterona social

Os experimentos mostraram que os indivíduos com os níveis mais elevados de testosterona claramente mentiram com menos frequência do que os indivíduos não tratados do teste. Esse resultado contradiz a abordagem unidimensional que tem concluído que a testosterona resulta em comportamento antissociais.

É provável que o hormônio aumente o orgulho e a necessidade de desenvolver uma autoimagem positiva, levando os homens a mentirem menos, adotando um comportamento tipicamente social.