Sintonia sexual: como identificar o ritmo da parceira ou parceiro?

Saiba como identificar e como colocar as técnicas em prática

Em uma situação de sintonia existe uma troca harmônica entre duas pessoas, seja no sentir, no pensar, nas atitudes diante da vida, na relação, na sexualidade. Para a sintonia acontecer não é necessário que as pessoas sejam “iguais”, isso é impossível. Reconhecer a diferença do outro é fundamental para que exista a reciprocidade entre o casal.

A manutenção desta “via de mão dupla” promovida pela reciprocidade depende da disposição do casal. É sempre bom lembrar que o sexo com amor sempre tem um prazer a mais. Por se falar em amor, muito se discute sobre a duração desse sentimento. Se o amor não for cultivado e cuidado no dia a dia, em um momento ele pode acabar. O mesmo acontece na vida sexual.

É importante na relação falar um ao outro sobre aquilo que gosta, aquilo que sente, aquilo que mais dá prazer. Quanto mais a relação duradoura, mais a tendência de o casal cair na armadilha de achar que sabe tudo do outro, ou que o outro sabe tudo sobre si. Ledo engano que gera uma série de desentendimentos entre os parceiros. Quantos casais ao longo dos anos deixam de expressar o afeto e caem em uma rotina sufocante?

Por isso, veja os sinais (técnicas) e entenda-os para que a sintonia entre vocês nunca acabe:

1) Sintonia

Essa palavra deve estar presente na mente o tempo todo, ela direcionará o esforço. O que será precisa fazer para realmente se conectar ao outro, de forma plena? Faça uma boa análise, pois ela servirá de orientação sobre a melhor abordagem para envolver o outro.

2) Abra um canal de diálogo

Muitos casais, depois de um tempo, não se falam mais. Como se achassem que é obrigação do outro saber o que desejam, afinal, estão juntos. Infelizmente, adivinhação não vem no pacote, e quando não externamos nossos desejos, o outro não terá como saber o que desejamos. Falar é a única forma de ajustar a relação.

3) De acordo

Estando ambos de acordo e com vontade de ampliar a intimidade, a ponto de conseguir orgasmos simultâneos, trabalhe para que isso aconteça. É a melhor parte. Acordem um dia para uma relação mais demorada, pode ser uma vez só na semana. Isso vai fazer com que apareçam os primeiros resultados. O importante é que mantenham a programação, como se fosse realmente uma obrigação. É claro que será muito prazeroso e já por isso, será fácil seguir.

4) Banhos juntos

Se já perderam o hábito, voltem a praticar, principalmente neste “dia de atenção especial”. Esse momento debaixo do chuveiro, juntos, é uma boa forma de praticar maior a aproximação dos corpos e começar uma boa sessão de toques e carícias.

5) Toques íntimos

E por falar em toques, as primeiras tentativas para alcançar o orgasmo simultâneo não serão através da penetração (ainda não). Comece tentando atingir o orgasmo ao mesmo tempo enquanto se dedicam apenas às carícias íntimas. Sentados um de frente ao outro, se toquem enquanto permitem a apreciação um do outro. O objetivo é aumentar a excitação e conseguir elevar até o clímax, simultaneamente. Homens, não se esqueçam que algumas mulheres demoram mais para chegar a esse nível máximo de prazer.

6) Longas preliminares

é importante aumentar o tempo das preliminares. Logos depois de conseguirem chegar ao orgasmo simultâneo enquanto se masturbam e se admiram, é hora de estender um pouco mais. Neste ponto, boas preliminares ajudam bastante. Certifiquem-se de que estão adequadamente conectados antes da relação sexual. Comecem estimulando pontos secundários de prazer: carícias amplas no corpo, toques nas orelhas, pulsos, seios, arranhaduras suaves, beijos, etc. Para facilitar, pontos secundários são todos os pontos que não estão diretamente ligados às áreas sexuais, estes que são pontos primários. Então, invistam na massagem com o corpo, por exemplo. Quase uma dança sensual. A ideia aqui é que ao chegar na penetração, a excitação mútua já esteja alta.

7) Boas posições

Não existe uma ou outra posição que seja chave para facilitar o orgasmo simultâneo, mas há muitas totalmente desaconselháveis. E são exatamente aquelas que não os deixem totalmente confortáveis. Portanto, elejam as que mais gostam, o que será uma grande vantagem. Porém, se está difícil escolher, dica: iniciem com a posição “de ladinho”, pois ela ajuda a manter o controle quando um precisa esperar o outro.

8) Aditivos

Não esqueçam que óleos com propriedades estimulantes ajudam bastante. Os comestíveis que esquentam ou gelam, por exemplo, darão aquela ajudinha. Claro, nunca deixem de lado o poderoso apoio do “bom e velho” sexo oral. Contudo, mantenham o controle para que não finalizem o prazer. Ele serve apenas para aumentar a estimulação, afinal, o objetivo é o orgasmo simultâneo neste caso.

9) Clitóris

Toque o clitóris de várias formas, com ou sem os óleos. É fundamental quando o homem deseja estimular a parceira, ou mesmo a própria mulher também se toca durante a relação. Se vocês quiserem, vale até mesmo investir em um pequeno vibrador para entrar na brincadeira.

10) Respiração

Respirar corretamente ajuda no momento em que um dos dois tem de diminuir a excitação para esperar pelo outro. Então, combinem sinais ou falem quando estiverem próximos do clímax, assim ficará bem mais fácil alcançar o objetivo final juntos. E quando conseguirem, não deixem de praticar sempre, a energia gerada e reabsorvida por vocês é um motivo a mais para essa prática. Com isso, o sexo ficará cada vez melhor.

 

Existe uma infinidade de possibilidades de curtir a relação a dois e obter prazer sexual. Criativamente e com responsabilidade permitam-se vivenciar aquilo que esteja de acordo com o desejo e consentimento de cada um. É sempre bom lembrar que a forma de dar e receber afeto, ou mesmo a forma de sentir prazer, varia de pessoa para pessoa.