Preliminares: existe risco de gravidez?

Tire suas dúvidas e entenda porque a proteção é sempre importante

É possível engravidar sem penetração? Parece uma pergunta absurda, mas não é! Você sabe os riscos que corre naquelas brincadeirinhas de casal, na hora que o amasso com a parceira esquenta? Pois é, dúvida entre os mais novinhos e até alguns veteranos, o post de hoje veio pra esclarecer isso.

Primeiramente, nas relações íntimas, durante as preliminares ou mesmo no ato da penetração, a preocupação dos casais que querem evitar uma gravidez é com o momento da ejaculação masculina. Porém, a lubrificação masculina, aquele líquido que o homem expele antes da ejaculação, pode engravidar também!  Isso porque ele contém uma quantidade – mesmo que pequena – de espermatozoides, no entanto, suficiente e capaz de provocar a fecundação.

Por que isso ocorre?                                                             

A estimulação da glande (ou cabeça do pênis) causa e desencadeia impulsos sensitivos que vão para a medula espinhal e, se o homem estiver confortável naquela situação, os impulsos nervosos dilatam as artérias do tecido erétil do órgão genital masculino, inflando o pênis e causando a ereção.

Assim, nesse momento, ocorre a secreção de muco pela uretra, e é esse muco, ou aguinha/líquido, que lubrifica o homem e também contém espermatozoides, apesar de trazê-los em menos quantidade do que na ejaculação propriamente dita. Quando a excitação atinge os níveis mais altos, a medula espinhal manda o comando para que os órgãos masculinos trabalhem na ejaculação.

Ou seja: realmente o líquido que sai do pênis nas preliminares, que serve para a lubrificação masculina, já pode conter espermatozoides que podem iniciar uma gestação. Os espermatozoides, também chamados de “gametas machos”, ocupam somente 10% do volume do sêmen emitido numa ejaculação, mas assim que chegam ao corpo da mulher, eles tem tempo para fazer seu deslocamento e finalizar a fecundação.

Brincadeirinhas engravidam então?

Algumas brincadeirinhas fora de hora e sem o desejo de gravidez, podem causar preocupação ao casal sim, e com razão. Claro que esse tipo de contato sexual não é o grande favorecedor da fecundação, no entanto, devido então ao fato do lubrificante natural masculino já conter espermatozoides, e esses por si, conterem caudas e serem capazes de nadar, mesmo que não ocorra à penetração e só de o rapaz ejacular próxima a vagina da parceira, já há chances de gravidez.

Dessa forma então, naquelas relações em que o homem coloca “só a cabecinha” na vagina da mulher, também é possível que a gravidez aconteça. A quantia de tempo que ele fica com o pênis introduzido na parceira não é o problema, mas sim o líquido seminal que fica na ponta do falo.

Outra dúvida, que parece até piada, se é possível engravidar com o dedo. Apesar de não parecer, é possível sim! Se o dedo estiver sujo com sêmen e for introduzido no mesmo momento na vagina. Lembrando que o espermatozoide leva em torno de 2 minutos para morrer fora do corpo.

Outra possibilidade é de o homem deixar sair uma pequena quantidade de sêmen e não perceber pelo entusiasmo. Por isso quem não possuir intenções de gerar um bebê, deve se preocupar antes mesmo das coisas ficarem mais íntimas. O uso de camisinha é fundamental e saber se a parceira toma pílula anticoncepcional é uma boa precaução.