Por que os homens também devem treinar os membros inferiores?

Os membros inferiores também são essenciais para um bom condicionamento físico, além de uma boa estética

É comum observar no ambiente da academia a grande porção dos homens que se dedicam ao treinamento resistido, musculação, executando diversas séries, e também métodos, com cargas para peito, costas, ombros, bíceps, tríceps e abdômen. E enquanto a perna é deixada em segundo plano, quando feito muito uma passagem pelas cadeiras adutora, abdutora, extensora e LegPress para fechar o treino. Da cadeira flexora, muitos passam a quilômetros de distância. E quando indagado pelo motivo de não fazer este exercício, a grande maioria vai apresentar preconceito, dizendo que o exercício é feminino, que não vai ficar com o bumbum para cima, etc.

Grande engano. O treino em si é importantíssimo para as mulheres, praticamente todas as pessoas no ambiente da academia concordam. E a razão para isso é o forte apelo estético desta região (incluindo os glúteos) para as mulheres. Contudo, musculação não é apenas estética. E por isso os homens podem se beneficiar (e muito) desse tipo de treino também. Como?

Aproximadamente 40% da musculatura do nosso corpo estão nos membros inferiores. Há vários estudos que demonstram que o treinamento de força estimula a produção de testosterona, principal hormônio anabólico do corpo masculino. Aqueles que não treinam pernas estão negligenciando um enorme potencial de testosterona.

Este mesmo argumento vale para os que querem emagrecer. Quanto mais massa muscular tiver, mais acelerado é o metabolismo. Quem deixa de treinar membros inferiores, está deixando de desenvolver 40% da musculatura do corpo, que poderia contribuir e muito para a aceleração do metabolismo basal. E ganhar 1 kg de massa muscular só no tronco é bem mais complicado do que no corpo inteiro.

Outra questão é que pernas e quadris fortes servem de base para diversos exercícios para membros superiores, melhorando assim a capacidade de desenvolvimento e diminuindo as chances de lesão.

Este mesmo raciocínio vale para praticamente todos os esporte, visto que é raro um esporte em que os membros inferiores tenham pouca importância no desempenho e na prevenção de lesões.

E também não se pode deixar de considerar o fato estético. O homem que treina muito tronco e negligencia as pernas, fica parecendo uma coxinha de rodoviária de ponta cabeça.

Um bom treino de pernas deve incluir os exercícios primários (multiarticulares), como agachamento, LegPress, avanço, etc., e ser complementado com os específicos, como extensores, flexores. E, se for comparar com os agrupamentos musculares superiores, os grupos musculares dos membros inferiores precisam de um maior volume de treino, tanto nas séries como nas repetições. A Academia Elite Center, localizada em Toledo (PR), traz uma avaliação profissional para a realização dos exercícios específicos para cada tipo de condicionamento. Com um ambiente apropriado e os profissionais que fazem acompanhamento, os exercícios serão potencializados, dando um incrível resultado para suas pernas. Para iniciantes, 4 séries entre 15 a 20 repetições nos exercícios básicos; 3 séries entre 15 a 20 repetições para os complementares; e 4 a 5 séries entre 12 a 15 repetições para avançados e intermediários.

Deixe o preconceito de lado. Preserve sua saúde.

 

Academia Elite Center

Av. Maripá, 5841

Toledo – PR

(45) 3254-2927