Pênis torto: prejudica e impossibilita a relação sexual?

Será que realmente a curvatura do pênis influencia na relação sexual?

O grande problema é que a maioria dos homens não tem ideia do que seja um pênis normal e quando descobrem que realmente tem a deformidade (curvatura) pode ser muito tarde, trazendo inúmeras e sérias consequências traumáticas, que comprometem seu sexual, psicológico, social, etc.

Na maioria das vezes, o homem só fica sabendo que seu pênis não é normal através de filmes pornôs. Ao ver os atores com pênis em estado de ereção, é muito difícil de ver outro que não seja igual ao seu.

O que é um pênis normal?

A preocupação quanto ao tamanho e formato do pênis, na maioria das vezes, é proveniente da folclórica associação entre a sua aparência e a potência sexual. Este exemplo retrata um pênis dentro dos padrões de normalidade. Pequenas variações quanto à curvatura, desde que não atrapalhem psicologicamente e funcionalmente, podem ser consideradas normais.

O problema funcional pode ser pela dificuldade ou impossibilidade de penetração e também após a penetração, pela facilidade de sair da vagina durante o ato sexual. Em muitos casos, a curvatura do pênis pode levar ao desconforto da parceira.

Por que o pênis curva?

É fundamental ter em mente que o pênis se curva apenas na ereção, quando os tecidos estão esticados. Para que se tenha uma ereção reta, é necessário que todos os tecidos que formam o pênis tenham a mesma elasticidade.

Quando o homem apresenta pênis curvo, a curvatura pode ser devido a uma menor elasticidade dos tecidos por sobre a túnica ou menor elasticidade da própria túnica, causada por problemas durante sua formação. Entretanto, há casos em que os dois problemas estão associados.

Implicações

Os homens pensam que o seu caso não tem solução, ou se constrangem em abordar o assunto com alguém, o que lhe são extremamente prejudiciais, podendo comprometer os seus desenvolvimentos sexuais, psicológicos e profissionais, relacionamentos, autoestima, etc.

Em muitas ocasiões, o adulto acaba evitando relacionamentos mais íntimos para não se expor à parceira. É incapaz de manter um contato duradouro, porque, ao não conseguir mais evitar o contato íntimo, prefere se afastar, com medo e/ou vergonha de que ela tome conhecimento da sua curvatura peniana. Isso explica o porquê de muitos homens com idade avançada nunca terem tido relações sexuais. O problema da curvatura do pênis é motivo enorme de constrangimento e abalo psicológico profundo.

Doença relacionada

O pênis é um órgão de tecido vascular. Em sua parte interna, existem dois corpos cavernosos e um corpo esponjoso em cuja extremidade está a glande. Essas estruturas são envolvidas por uma membrana elástica, a túnica albugínea que se distende durante a ereção, um mecanismo complexo relacionado com vários sistemas do organismo. Entre eles, está a entrada e retenção de sangue nas cavidades dos corpos cavernosos e esponjoso.

Qualquer distúrbio que comprometa a expansão da túnica albugínea pode interferir na ereção peniana. É o que acontece na doença de Peyronie. Sua principal característica é a formação de uma placa de fibrose na túnica albugínea que pode provocar distorções na forma de inclinação do pênis, comprometendo a função sexual.

Essa alteração se manifesta principalmente depois dos 50 anos, mas pode acometer os jovens também. Na maioria dos casos, o problema desaparece espontaneamente ou com o uso de certos medicamentos. Às vezes, o casal se adapta à curvatura porque não interfere na relação sexual. Menos da metade dos pacientes é encaminhada para cirurgia para corrigir o desvio.

A importância da descoberta precoce

A vantagem de um diagnóstico precoce sobre o pênis curvo congênito é preparar o jovem para uma futura correção e orientá-lo psicologicamente para enfrentar o problema relacionado à sua sexualidade sem traumas.

Cirurgia

Existem dois tipos de cirurgia para corrigir a curvatura do pênis. O mais simples, utilizado também nos casos de pênis curvo congênito, tenta compensar o desvio provocado pela placa e retificar o pênis, fazendo do outro lado uma aplicatura, ou seja, uma prega no corpo carvenoso.

O inconveniente dessa técnica cirúrgica é a diminuição do tamanho do pênis. Por isso, não é aconselhada para indivíduos com pênis um pouco menor ou muito preocupados com as dimensões do pênis.

O outro procedimento cirúrgico consiste em fazer uma incisão na placa e colocar um enxerto de outro tecido para cobrir o defeito e retificá-la. É usada a veia safena como enxerto, mas também é usado pericárdio bovino e há cirurgiões que retiram a túnica albugínea da região do períneo, entre o ânus e o escroto, para enxertá-la no local da lesão.

Prevenção

Existe hoje um dispositivo de endireitamento peniano que pode prevenir a curvatura. Ele consiste em estender um dos lados do órgão com tecido cicatricial para ficar correspondente ao outro lado. Isso corrige o problema de quem sofre com a curvatura do pênis e também proporciona uma ereção firme, espessa e longa.

 

Cuide da sua saúde sexual.