Orgasmo anal é possível?

Saiba como ele ocorre e dicas para sentir prazer nessa prática

A prática de sexo anal, apesar de milenar, ainda é um grande tabu para a sociedade. Muitos casais nem se quer falam da prática, menos ainda a fazem, e devido a isso, há sempre muitas dúvidas difíceis de serem esclarecidas. E foi pensando nisso que hoje o Portal Nó de Gravata vai esclarecer se é realmente possível sentir prazer anal.

Com a liberdade de expressão ganhando cada vez mais espaço em determinados grupos, assuntos que ainda são tabus, ganham voz e vez. Até porque, na intimidade, explorar é considerado a chave do prazer e a exploração anal é só mais uma forma de se explorar.

Mas, como o prazer nessa região é possível? Simples, assim como na vagina e no pênis, há muitas terminações nervosas pelo ânus e esfíncteres, o que a torna uma zona SUPER erógena. Quando ocorre a penetração, o ponto G é estimulado e o orgasmo é atingido pela estimulação do ânus, que pode ser provocado pela penetração anal, dedo, ou por vibrador. Quem já passou pela experiência afirma que o segredo para essa sensação rara é sempre relaxar e aproveitar, e, claro, ter um parceiro que saiba o que está fazendo, já que são necessários alguns cuidados como lubrificação, ritmo e velocidade.

Quais posições facilitam o orgasmo anal? Há posições que facilitam o orgasmo anal, como a famosa conchinha, na qual o homem fica atrás da mulher para penetrá-la.  Também o missionário modificado para o sexo anal, quando a mulher ao invés de se deitar de frente para o homem, se deita de costas. Outras posições que facilitam esse orgasmo são quando a mulher se apoia em algo de costas para o homem que agacha e agarra seus quadris para penetrá-la, ou com a mulher deitada de barriga para baixo com as pernas juntas e o bumbum levantado e o homem em cima de joelhos inclinando sobre as costas e, por último, a lap dance, aquela em que a mulher se senta sobre o homem em uma cadeira ou sofá.