Moda unissex: a moda que minimiza a diferença entre gêneros

A moda que minimiza a seleção entre os gêneros

Só mulher pode usar saia? Ou que “bermudão” é coisa de menino? É tudo roupa; roupa não tem gênero.

A moda unissex está de volta. Pode chamá-la como quiser: gênero neutro, gender natural ou até mesmo agênera. Não se preocupe, essa tendência não é sobre orientação sexual ou identidade de gênero. São apenas roupas neutras, de cortes retos e confortáveis, peças democráticas que poderiam ser usadas tanto por homens quanto por mulheres. É um segmento fashion bem semelhante ao normcore.

A onda gender neutral (definição dentro do unissex) traz aquelas peças óbvias, que já são muito bem parecidas nos dois universos: camisas, t-shirts, suéters e calças de cortes retos, que formam uma silhueta slim, mas sem serem ajustados ao corpo. blazers, jaquetas e demais casacos são levemente estruturados e também mantêm as linhas retas. E as cores também são mais neutras ou sóbrias.

Há também peças mais statement, como camisetas de modelagens amplas, longas e com capuz, alfaiataria de corte amplo e reto, suspensórios e casacões de modelagens esdrúxulas e extremamente interessantes. Nos pés, sapatos pesados, tênis flat e sapatos oxford.

Com novas funções, a “roupa de homem” e a de “mulher” perderam a força e estão cainda em zonas neutras, servindo a tudo e a todos, basta gostar e levar para casa. Mais democrático impossível. É uma moda sem regras pensada para as pessoas, não para gêneros.