Gravatas para o noivo: qual escolher?

Veja quais são as gravatas para o noivo

A gravata parece ser um acessório insignificante, mas não é. Quando não é bem escolhida a roupa do noivo não fica tão elegante, e fica fácil perceber o erro. Ela tem que ter o comprimento e o tamanho certo e ter a cor ideal para combinar com a camiseta, o terno ou fraque e ainda ser elegante para o casamento.

A gravata do noivo é um grande diferencial da roupa, por isso é preciso ter cuidado ao selecioná-la. Como o terno costuma ser neutro, o que chama atenção é a gravata, presa ao pescoço. Contudo, antes disso, o acessório deve obedecer ao horário da festa, ao estilo do casamento e ao estilo do próprio noivo.

 

Modelos de gravatas para o noivo

Antes de escolher a gravata para o noivo, você precisa saber que a gravata não são todas iguais. Existem diversos modelos e cada uma é mais apropriada para um estilo de casamento, evento.

Gravata borboleta: clássica, básica e curtinha. Lembra bastante festas de gala, por isso foque nesta temática ao optar por ela, como o black tié (que faz o estilo). O mais indicado é para celebrações começando em fim de tarde ou à noite. No geral, é usada camisa social de manga por dentro e sem colete, no estilo casamento anos 20, mas não é errado usar colete, desde que ele feche um pouco mais embaixo.

Gravata borboleta colorida: dependerá do estilo do casamento, como citado. O uso de terno cinza pede tons mais escuros e fortes de gravata para que esta tenha seu devido destaque. O terno cinza com listras no tecido pede mais cautela na escolha da gravata para evitar ficar chamativo demais.

Gravata com listras: está é a estampa mais usada porque ela quebra um pouco o visual. A monocromia é a opção preferida das noivas, pois as listras já fazem parte do visual básico. O bacana das listras é que elas permitem o uso de duas cores para animar mais a roupa do noivo, ou três ou mais. Porém, esses tons devem ser mais alegres que o terno e a camisa social, mais abertos sempre. Uma dica para jamais errar na produção é combinar as cores da gravata com as flores usadas no terno. Agora, em relação ao lenço, é quase lei. Mesmo não sendo obrigatório, o lenço sempre tem que combinar com a gravata.

Gravata branca: menos usual e bem elegante, é mais indicada para casamento de dia. O branco é pálido, quase neutro, mas o tom sobre tom é chique e moderno.

Gravata com cor única: sem listras, poás e nada mais que uma gravata simples e lisa. A vantagem deste modelo é poder acrescentar o brilho em tecidos mais nobres. Uma boa dica é optar por cores mais fortes e de maior contraste no visual, como o verde, por exemplo. A regra quanto aos tecidos mais brilhosos é simples: tecidos com brilho pedem gravatas sóbrias e o inverso também vale. Nada de brilho sobre brilho.

 

Quanto mais famosa for a grife, mais cara será a sua gravata. Porém, vale a pena porque são tecidos duráveis e algumas jamais saem de moda. E gravata é um acessório para usar a vida toda, com ou sem casamento. E para aqueles que preferem os mais em conta, tecidos como poliéster e sintéticos misturados são baratos e podem ser bonitos também.

Celebre a data que é o casamento. Viva a nova fase com muito amor, carinho, afeto e sabedoria.