Fisherman: será que essa moda pega?

Veja mais sobre essa tendência que está ganhando espaço do lumbersexual

Depois do lenhador, a moda traz o pescador. A nova onda fashion, direcionada ao público masculino, é ser vestir como um pescador dos países nórdicos.

O fisherman entra em cena para substituir o lumbersexual, símbolo da finada era hipster, cujo figurino emblemático era composto basicamente por camisas xadrez e barbas bem cultivadas.

Quando chega o inverno, a coisa boa é que podemos usar mais opções de roupas, combinações diferentes, tendências e produções para nos proteger do frio, através de casacos, jaquetas de couro, suéter, etc.

Um destaque dessa tendência, além de ser um grande aliado para o frio, são os gorros de pescador, os cachecóis e o suéter de malha de Aran. Isso porque este tipo de malha é um tipo de trama originária da região das ilhas irlandesas do mesmo nome, e seu principal atributo é reter o mínimo possível de umidade. Por isso, são comumente utilizadas por pescadores (confira mais sobre suéter Aran).

As barbas, por sua vez, continuam ainda por fazer, mas muito mais como uma representação dos tempos em que vivemos sem tempo do que propriamente por existir como um objetivo de ser cultivado.

Embora alguns dias sejam mais quentes que outros, as noites, entretanto, são um pouco mais frias, de qualquer forma, no Brasil, a “moda pescador” terá que passar por uma releitura. Afinal, o que cabe para a Escandinávia e para países do hemisfério norte, certamente não combina com o nosso clima tropical até mesmo no inverno (em algumas regiões do território).