Eles invadiram os consultórios de cirurgia plástica

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) estima que os homens já contabilizem quase 280 mil procedimentos estéticos e cirúrgicos ao ano

Se preocupar com estética não é mais só coisa de mulher. Cada vez mais homens de todas as idades e classes sociais se submetem a cirurgias plásticas e procedimentos estéticos para melhorar algo que os incomodam na aparência. Só nos últimos anos, a demanda do público masculino por esses serviços quadriplicou no Brasil. A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) estima que hoje eles já contabilizem quase 280 mil procedimentos ao ano.

Os motivos variam conforme a idade. Entre os jovens prevalece à busca por otoplastia (correção das orelhas em abano), ginecomastia (correção das mamas masculinas) e a rinoplastia (plástica no nariz). Já entre os adultos a maior procura é por lipoaspiração, lipoescultura, implantes capilares, blefaroplastia (cirurgia nas pálpebras) e tratamentos para rejuvenescimento da pele do rosto.

Os implantes de silicone também têm alta procura, afinal, mesmo com o avanço da idade, muitos homens querem manter o aspecto atlético. Para o cirurgião plástico e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), Tiago André Ribeiro, a demanda se justifica pelo fato de que em muitos casos a prática de exercícios físicos por si só não é o suficiente para que o homem se livre das gordurinhas localizadas. “Então, muitos procuram pela lipoaspiração, que corrige efetivamente estas áreas e por implantes de silicone em diferentes áreas do corpo”.

E a cirurgia plástica tem evoluído neste sentido, com o desenvolvimento e adaptação de técnicas para melhorar o contorno muscular com implantes estéticos. Por exemplo, os implantes de panturrilha, que antes eram usados para a restauração do contorno da perna de vítimas de acidente e poliomielite, hoje em dia são utilizados para dar plenitude estética à perna. “Assim como os implantes peitorais antes eram utilizados na reconstrução do tórax de homens com a Síndrome de Poland – subdesenvolvimento ou ausência do músculo peitoral maior de um lado do corpo – que agora podem ser usados para aumentar os músculos do peitoral em homens saudáveis”, destaca o cirurgião plástico.

O cirurgião plástico salienta que é importante que o paciente que decida se submeter a um procedimento deixe de lado o constrangimento. “É essencial falar abertamente dos resultados que esperam obter após os procedimentos estéticos ou cirúrgicos”. Nos casos de cirurgia, o profissional faz uma avaliação da saúde do paciente, com exame físico e pré-operatório, tira fotos e explica as técnicas cirúrgicas mais adequadas para cada perfil.

Confira outros procedimentos procurados por homens:

Toxina botulínica

A técnica é uma opção bastante usada para o rejuvenescimento facial do público masculino. A substância elimina as marcas de expressão e rugas e deixa a pele mais lisa. Geralmente é usada junto com o tratamento de peeling. “Seu efeito é temporário e novas aplicações devem ser feitas com o passar do tempo”, comenta o doutor Tiago Ribeiro.

Ginecomastia

Um dos procedimentos mais realizados pelos homens entre 20 e 30 anos é a ginecomastia, cirurgia que corrige o problema de mamas demasiadamente desenvolvidas. “Este problema deve-se ao excesso de tecido mamário no homem e não devido ao excesso de gordura, como muitos pensam”, relata o cirurgião plástico.

Abdominoplastia

Geralmente é a opção para aqueles que tiveram a perda de peso significativa e consequentemente ficou com os músculos abdominais flácidos. A abdominoplastia é o processo cirúrgico que retira o excesso de gordura, além de comprimir os músculos da parede abdominal e reduzir a cintura.

Sobre Tiago Ribeiro

Cirurgião Plástico especialista pelo Hospital Santa Marcelina, de São Paulo, Tiago André Ribeiro é graduado em Medicina pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). É membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Atende nas cidades de: Toledo e Marechal Cândido Rondon, no Paraná. Mais informações no site:www.clinicatiagoribeiro.com.br.