Dores ao urinar? Entenda as principais causas

Entenda os sintomas, causas e diagnóstico das dores ao urinar

Dor ao urinar (ou ardência ao urinar) é um dos sintomas mais comuns na prática clínica, recebendo o nome de disúria no meio médico. A maioria das pessoas relaciona a dor para urinar apenas com infecção urinária, mas vários outros problemas do trato urinário ou ginecológico podem causar este tipo de sintoma.

O que é disúria?

A disúria abrange uma data de sintomas semelhantes que costumam indicar inflamação de alguma região do trato geniturinário.

– Dor ao urinar;

– Queimação;

– Ardência;

– Pontada;

– Desconforto;

– Dor na bexiga;

– Dor na uretra (canal que leva a urina);

– Sensação de peso.

A maior parte dos episódios de disúria ocorre por inflamação ou infecção da uretra e/ou bexiga. Porém, inflamações na próstata, testículos, epidídimo, também podem apresentar a disúria como um dos seus sintomas.

É muito importante conhecer as causas da disúria e saber correlacioná-las com o restante do quadro clínico para não cair na armadilha de achar que toda dor ao urinar é infecção urinária.

Sintomas

Os sintomas da dor ao urinar podem variar entre homens e mulheres, mas ambos os sexos, frequentemente experimentam uma sensação de queimadura, picadas ou comichão, cuja condição pode ser no início da micção (emissão natural da urina) ou depois da mesma.

A dor no início da micção é, muitas vezes, um sintoma de uma infecção do trato urinário, e se ocorre após o ato de urinar, pode indicar um problema com a bexiga ou a próstata.

Causas

Entre outras das causas que podem produzir disúria ou dor ao urinar, se encontram:

– Trauma, por lesão local ou irritação devido à colocação de um cateter ou por contato sexual;

– Obstruções ou malformações anatômicas, devido a um aumento da próstata ou estenose uretral;

– Doenças neurológicas, devido às condições nervosas que causam dificuldade no momento de esvaziar a bexiga;

– O câncer de próstata, rim, bexiga ou câncer de pênis, entre outros;

– Condições médicas, como diabetes mellitus ou outras condições crônicas que suprimem o sistema imunológico;

– Pedras nos rins ou bexiga;

– As doenças sexualmente transmissíveis, como clamídia ou gonorréia;

– Alguns medicamentos, tais como os utilizados no tratamento de câncer, que produzem como um efeito colateral a irritação da bexiga.

Diagnóstico

O médico revisará o histórico do paciente e incluirá perguntas sobre a saúde geral e se houve episódios anteriores de disúria (infecção urinária), assim como a frequência da micção e o histórico sexual.

O exame físico dependerá em certa medida da informação do histórico, o exame geralmente inclui um exame abdominal e outro dos órgãos genitais externos.

Será obtida uma amostra da urina, que é enviada para um laboratório, no qual se examina a presença de sangue ou células brancas no sangue e se realiza uma cultura de urina, para ver se as bactérias crescem e se a infecção bacteriana é confirmada, assim como a identificação das bactérias causadoras da infecção.

Tratamento

Uma vez que a causa mais comum de disúria é uma infecção do trato urinário, a infecção é tratada com antibiótico, embora seja essencial conhecer a causa a que se deve e, em qualquer caso, beber água para reduzir o desconforto produzido pela dor ao urinar.