Dica de etiqueta: cueca aparecendo é estilo ou desleixo?

Veja mais sobre esse "estilo" que muitos homens aderem

As polêmicas calças que deixam a cueca à mostra tomaram força no Brasil e no resto do mundo, curiosamente motivadas pelo costume de se vestir dos detentos. Os presos recebiam uniformes que, para evitar enforcamento e agressões, tinham os cintos retirados, assim deixavam parte da peça íntima aparecendo.

Os presidiários que estavam, digamos, “receptivos” a manter relações sexuais com outros presos precisaram inventar um sinal que passasse despercebido aos guardas, para que não sofressem alguma punição ou consequência. Diante da situação, os presidiários das cadeias americanas que iam ter relações com outros, criaram esse tipo de código visual: quem usasse calças caídas abaixo da cintura, de modo a mostrar parcialmente as nádegas, demonstrava que estava disponível.

Como consequência, fora aprovada nos Estados Unidos a lei que proíbe o uso de calças com a cueca aparecendo. A regra é parte de uma campanha iniciada pelo senador de Nova York, Eric Adams. Em 2010, o político iniciou uma campanha no estado ao instalar outdoors pela cidade com um curioso pedido: “Elevem sua imagem, elevem suas calças!”. Aprovada por oito votos a um conselho de Terrebone Parish, a nova medida prevê uma multa de US$ 50 para a primeira ofensa, podendo dobrar caso o ato se repita. “Aparecer em público exibindo a pele ou as roupas de baixo é contrário a segurança, saúde, paz e boa ordem de Parish e o bem estar geral”, afirma o texto da lei.

Por isso, usar calça abaixo da cintura, aparecendo a cueca (quando não outras coisas), é ruim para a imagem da pessoa, tanto pessoal como visual – achatando-a e fazendo-a parecer ter pernas curtas –, além do fato desagradável de ficar com as cuecas à mostra. Mais popular entre os jovens, passa a imagem de desleixo, o que quase nunca é bom.

Preserve a calça sempre na altura da cintura. A sua boa imagem é importante.