Cúrcuma: como desfrutar dessa joia natural?

O que é? Quais seus benefícios? Como tomar?

A cúrcuma ou açafrão é o tempero que dá ao Curry, famosa especiaria indiana, a cor amarela, o aroma e o sabor característicos. Ela é usada na Índia e por diversas tribos indígenas há milhares de anos como especiaria e também como erva medicinal. Nos Estados Unidos a cúrcuma é usada no preparo dos tradicionais molhos de mostarda. Pesquisas recentes reafirmaram o que os antigos já sabiam: a cúrcuma realmente contêm substâncias com propriedades medicinais. São compostos chamados curcuminóides, o mais importante dos quais é a curcumina. A curcumina é o principal ingrediente ativo do açafrão. Ela possui efeitos anti-inflamatórios potentes e é um antioxidante muito eficiente.

O que é a cúrcuma?

A cúrcuma (Curcuma Longa) é uma planta herbácea rizomatosa da família do gengibre, e tanto a sua folhagem quanto a raiz são bastante parecidas, diferenciando-se basicamente pela coloração interna. Enquanto o gengibre tem uma coloração amarelo-clara, a cúrcuma é de um alaranjado profundo. A cúrcuma ou açafrão tem um sabor caracteristicamente picante e amargo e uma fragrância suave que lembra laranja e gengibre. O rizoma ou raiz da cúrcuma é muito utilizado como anti-inflamatório tanto na medicina chinesa quanto indiana e, por causa de sua cor amarelo alaranjada, tem também sido utilizada ao longo da história como condimento, corante têxtil e remédio. A raiz pode ser consumida fresca ou na forma de extrato. Para se preparar o extrato, os rizomas do açafrão são fervidos e, em seguida, secos em forno quente. Após isso, são moídos e obtém-se o pó que é comumente usado como tempero culinário, para tingimento de fibras têxteis e corante de alimentos, ou como medicamento.

A cúrcuma é um poderoso anti-inflamatório muito efetivo para o tratamento de doenças inflamatórias como artrites, tendinites e machucados em geral. A planta também é um excelente purificador do sangue efetivo também no controle do colesterol. Os chineses a usam nos seus tratamentos medicinais há mais de quatro mil anos e seu consumo é bastante seguro.

A Curcumina

O principal ingrediente ativo do açafrão é a curcumina. Ela é um pigmento fenólico que tem um sabor ligeiramente amargo e picante e um cheiro bastante característico que lembra a mostarda. É a curcumina que dá ao açafrão a propriedade anti-inflamatória e seu caráter preventivo em relação ao câncer. Embora ainda estejam sendo feitos estudos a respeito dos efeitos da curcumina sobre o câncer, nota-se que em países como a Índia e o Sri Lanka, onde a cúrcuma é consumida diariamente a incidência de câncer de colo, útero, próstata e pulmões é muito mais baixa do que nos países que não têm o hábito de consumi-la.

Benefícios da curcumina – A melhor forma de se obtê-los e como toma-la

O açafrão pode ser facilmente adicionado à dieta. Seja na forma de pó (depois de cozido, seco e ralado), ralado cru como se faz com o gengibre, ou como suplemento na forma de cápsulas, extrato ou gotas. A maioria dos estudos sobre o açafrão mostra que seus benefícios à saúde ocorrem quando se consome uma dosagem superior a um grama por dia intercalado com as refeições. No entanto, é muito difícil chegar a este nível de consumo usando-o apenas como tempero dos alimentos. Para obter seus efeitos completos, é preciso tomar um extrato que contenha quantidades significativas de curcumina.

Para aumentar a absorção de curcumina nos intestinos é recomendado o consumo concomitante de pimenta do reino, gengibre ou azeite. Pesquisas mostraram que o consumo diário de duas a três gramas de cúrcuma por um período de dois meses curou úlceras estomacais em até 75 por cento dos pacientes tratados.

Oito principais benefícios da Cúrcuma

A cúrcuma pode ser o suplemento nutricional mais eficaz existente. Muitos estudos de alta qualidade mostram que ela tem grandes benefícios para o corpo e cérebro. Veja os 10 principais benefícios para a saúde atribuídos a ela:
1- A curcumina é um composto anti-inflamatório natural
2- Cúrcuma aumenta drasticamente a capacidade antioxidante do organismo
3- A curcumina reduz o risco de doença cardíaca
4- Diminui os níveis de colesterol no organismo
5- A curcumina melhora a função cerebral e diminui o risco de mal de Alzheimer
6- Cúrcuma pode ajudar a prevenir e até mesmo tratar alguns tipos de câncer
7- Pacientes com artrite respondem muito bem à suplementação com curcumina e 8 – Age na prevenção do Diabetes

Como tomar?

Em cápsula a absorção da Cúrcuma é mais satisfatório, pois une na sua composição o extrato de Piper nigrum (pimenta), que potencializa seus efeitos no corpo humano.

 



Fonte: https://goo.gl/wPEH27