Criolipólise: como os homens podem se beneficiar com este procedimento?

Veja mais sobre esse procedimento estética que ajuda na queima de gordura

A Criolipólise, também chamada de coolsculpting, é só para a mulher? Não, Criolipólise é também para homens e funciona muito bem. Muitos homens têm certo preconceito contra tratamentos estéticos, acham que isso é coisa de mulherzinha. Esse pensamento já é antigo e deveria entrar em desuso, pois a verdade é que tanto homens como mulheres querem apresentar uma boa aparência perante a sociedade, então qual é o problema dos homens investirem em procedimentos estéticos?

Homens e a Criolipólise

A primeira razão para se preocupar com a aparência está no fato de que geralmente a insatisfação do homem em relação ao corpo ocorre em relação a alguma gordura localizada, seja ela no abdômen inferior ou superior ou na região lateral. E, de fato, os homens têm uma pré- disposição em acumular mais resquícios no tecido adiposo do que as mulheres, principalmente na barriga e nos ombros.

Os homens querem, na maioria das vezes, apenas uma massa muscular e menos gordura, mantendo uma aparência forte. Por isso, a busca pela Criolipólise é constante: perder gordura localizada na barriga e flancos.

O que é? E como é feito?

A Criolipólise é feita com a ajuda de um aparelho específico cujos aplicadores acompanham perfeitamente às diferentes áreas do corpo. Segundo a fisioterapeuta, Ana Paula Elsenbach, da Clínica Gradual, é um procedimento realizado de forma segura, com a aplicação de uma manta na qual irá proteger a pele durante o congelamento do tecido adiposo. “Muitos profissionais quando querem baratear o tratamento acabam deixando a desejar os cuidados com o paciente, principalmente na qualidade da manta que projete a pele do paciente no equipamento. Um fator importante a se lembrar também, é que o paciente pode apenas fazer quatro regiões do corpo numa mesma sessão, pois o congelamento chega a uma temperatura muito baixa”, pontua com atenção a profissional.

Já a eliminação das estruturas dos adipócitos destruídas com a baixa temperatura é feita pelo sistema imune. “Neste procedimento ocorre um resfriamento controlado do tecido adiposo subcutâneo, no qual ocorre uma Paniculite no local tratado fazendo com que o organismo consiga eliminar os resíduos das células de gordura pelo próprio sistema linfático. Estudos afirmam que após a aplicação da Criolipólise ocorre uma inflamação local onde foi aplicado o procedimento reduzindo assim a camada de gordura”, explica.

Cuidados antes do procedimento

Não é necessária uma preparação específica para Criolipólise. Para Ana Paula, o tratamento se inicia com uma avaliação completa do paciente a fim de esclarecer todas as dúvidas que o paciente apresenta. E após a avaliação realizada e aplicação do procedimento sendo feito, são algumas orientações aos pacientes em relação à alimentação e prática de exercícios físicos após o procedimento. Sendo que é feita uma reavaliação uma vez por mês.

Resultados

Em apenas uma sessão o paciente já encontrará os resultados. Porém, há casos em que são necessárias mais sessões. A partir do décimo dia, a quebra de gordura já pode ser visível, mas o efeito máximo acontece em três meses após a sessão. Segunda a fisioterapeuta, “o resultado é a redução de medidas corporal no local da aplicação da técnica, pelo fato de se diminuir a gordura localizada em até 30%”. E as sessões podem ser realizadas novamente após o terceiro mês.

Contraindicações

Nem todos podem fazer a Criolipólise, é preciso passar por uma avaliação detalhada antes. “As principais contraindicações são pacientes com hipersensibilidade ao frio, doenças raras e/ou descompensadas. Mas vale ressaltar a importância de uma avaliação completa antes de realizar o tratamento”, comenta Ana Paula.

Para quem pretende emagrecer, vale lembrar que o método combate a gordura localizada e não o excesso de peso, pois não atinge a gordura em todas as áreas do corpo ou mesmo a visceral – gordura que se deposita entre os órgãos.

Potencializar o procedimento

Para conquistar resultados melhores e mais potenciais, a profissional ainda comenta: “algumas técnicas podem ser utilizadas após o procedimento, sendo que a mais realizada e a que trás mais benefícios é a massoterapia pós-Criolipólise, que segundo estudo realizado por Boey e Wasilenchuk, podem potencializar o efeito da Criolipólise em até 44%”.

 

Visite a Clínica Gradual localizada em Toledo (PR) e marque uma avaliação gratuita para saber se você pode ou não realizar o procedimento da Criolipólise. Com profissionais especializados, poderão trazer para você, homem que se preocupa com a estética e bem estar do corpo, resultados satisfatórios.

 

Clínica Gradual

Rua Nossa Senhora do Rocio, 1974

Toledo, Paraná

(45) 3252-6010