Como melhorar o diálogo no meu relacionamento?

Como melhorar a minha relação afetiva por meio do diálogo?

O diálogo em um relacionamento é como uma respiração para a vida. O relacionamento tende ao fracasso quando as linhas de comunicação não estão abertas. Quando existe o diálogo, o casal pode enfrentar e superar qualquer coisa juntos.

Todos nós temos essa necessidade de sempre estar com a razão, o que pode acabar sendo prejudicial para o relacionamento. Querer ficar em paz e com razão são coisas que não podem andar juntas. Ou você fica com a razão, mas não fica em paz, ou vice-versa. Quando você reconhece que errou para sua parceria, isso a inspirará a fazer o mesmo. E mesmo que isso não aconteça, o ato irá beneficiar e muito a relação consigo.

Outro ponto: não deixe que as coisas se acumulem. Se tiver o hábito de descarregar todas as coisas negativas em cima da parceria, de sempre brigar e discutir, não sabendo como é existência de uma boa diversão, não saberá o que um relacionamento tem a oferecer. Trabalhar pelo autorreconhecimento e tentar superar isso fará com que seus olhos se abram e percebam coisas antes passadas despercebidas. O remédio mesmo seria curtir a parceira um do outro, esquecendo um pouco dos problemas. Quanto mais evitar o acúmulo, menor será a “erupção vulcânica”.

Assim como o respeito às diferentes opiniões. Nem todo relacionamento haverá a concordância de ambos sobre determinado assunto, o que é de praxe, mas a questão é que devemos saber respeitar e chegar a um consenso através do diálogo. Cada um pensa de uma forma, lembrando-se das suas próprias características individuais. Seria muito chato se em um relacionamento só existem opiniões iguais. Tento isso em mente, perceberá e entenderá que em um relacionamento não existe perdedor nem vencedor, é um jogo que deve ser jogado juntos, em sintonia.

Ouvir sua parceria também é indispensável, justamente porque saber ouvir antes de colocar seu ponto de vista e seus pensamentos, estará ligado intimamente com o cuidado e respeito com que você tem por ela.

Dentro do processo de diálogo há também a necessidade de que a pessoa não fique na defensiva ou que seja insultado por qualquer coisa que seja dita pela parceria. Isso porque a construção do caráter, advindo de experiências amorosas frustradas, autovalorização e autoimagem estão nulas e o poder pessoal não existe. Ou seja, então qualquer coisa que a parceria discorde ou fale, mesmo que seja de uma maneira tranquila e calma, a pessoa se sente afetada. E para conseguir reverter isso, a pessoa precisa de um tratamento mais amoroso com sua parceria, assim como a necessidade de muito diálogo até conseguir superar esse obstáculo.

Profira mais palavras de afeto e amor. Quando são ditas com mais frequência, os problemas no relacionamento poderiam ser evitados. Às vezes um do casal não se sente amado, sendo que as expressões de amor e de afeição do outro irão dar-lhe segurança e fortalecerá o relacionamento gerando harmonia e sentimentos positivos.

E a mais importante: quando não sabemos o que falar, devemos nos calar. Deixar de falar algo para não magoar a parceria é uma atitude sensata e nobre. Evitar ser o mais direto possível, tentando levar mais calmaria nas palavras é o essencial. Porém, quando algumas palavras ditas ganham outra intenção para ela, às vezes é melhor guardar para si algumas críticas para não causar desentendimentos. Algumas vezes as pessoas expressam sua opinião mais para agradar a si mesmo do que a sua parceria.

Entender e tentar mostrar alguma diferença no relacionamento estará ligado diretamente ao diálogo. Sejam maduros para conseguirem resolver sem pressa ou ignorância. E lembre-se: diálogo é a alma em um relacionamento.