Como me aproximar de um filho durante a adolescência sem criar atritos?

Veja quais os melhores meios para que os pais consigam se aproximar de seus filhos adolescentes

Os adolescentes vivem em um mundo agitado: família, escola, amigos, mídias sociais e sem falar nas atividades extracurriculares. Tudo nesta fase é muito intenso, e é verdade que muitas escolhas aqui feitas têm consequências eternas.

Acompanhe

Os pais devem acompanhar de perto os filhos, pois, nesta fase, eles tendem a procurar “seus grupos” e será muito bom que ele se alie a bons amigos. Os bons grupos são aqueles que procurar obedecer às regras da sociedade sem deixar o brilho da juventude. Os pais têm papel em conhecer os integrantes dos grupos e tentar direcionar os filhos e seus amigos para o caminho certo.

Amizade

É muito importante que os pais tenham a amizade e confiança dos filhos e essa boa relação deve ser construída desde cedo. Uma das formas mais eficazes de estreitar o laço de amizade é agir com respeito, é preciso também que se tenha um bom relacionamento com o filho em casa desde criança.

Adolescentes se afastam de pais que brigam o tempo todo, falam mal e só criticam. Sinais de desgaste. E se for este o caso, comece com uma boa conversa. Peçam perdão e permitam-se uma nova relação.

Além disso, os pais querem que o adolescente seja brilhante e, por medo de frustrar as expectativas deles, o jovem tende a se afastar. A melhor forma de agir é intercalar as cobranças com momentos descontraídos e o bom e velho diálogo.

Mídias sociais

Cada vez mais presentes na vida dos jovens, ela é uma ótima ferramenta para saber o que seu filho está fazendo, com quem está andando e o que está pensando. Por isso, esteja em dia com as mídias sociais em geral e, também, fique por dentro das novas tecnologias dos celulares, câmeras fotográficas e tabletes.

 

Tenha em mente que adolescente é uma pessoa difícil de relacionar, principalmente pelas inúmeras coisas que vivem. Porém, é uma fase maravilhosa, disposta a aprendizagens intensas e fortes emoções. Lembrem-se como vocês eram na idade do seu filho, das coisas que passaram, das inúmeras vontades e desejos que possuíam. Quando conseguirem interpretar, conseguirão compreender o seu filho adolescente e, consequentemente, criar uma relação mais forte com ele. Afinal, vocês o amam.