Como entender sua parceira quando o assunto é fenda?

A consultora de imagem e estilo Moara Gomes Neves dá dicas de como combinar cortes sem erro!

Hoje o assunto é voltado ao casal. Muitos homens não entendem o porquê da sua namorada ou sua esposa querer usar uma peça mais ousada. Para isso, iremos auxiliar vocês com este material, esclarecendo alguns tipos e modelos de fendas. Confie no seu taco e possibilite que sua companheira se sinta única e sensual.

 Símbolos absolutos da sensualidade feminina, as fendas se tornaram grandes aliados na hora de compor um look no estilo “mulher fatal”. Porém, quando usados de maneira equivocada, também são fatais para acabar com a produção! Estamos falando dos decotes e das fendas, esses dois cortes que geralmente são alvos de polêmicas e críticas.

De acordo com a consultora de imagem e estilo Moara Gomes Neves, o segredo para acertar no look é não exagerar e saber qual é o melhor tipo de decote e a fenda correta pra o seu tipo físico e para a ocasião. Quanto aos decotes, Moara explica quais são os modelos:

 Decote V: este tipo valoriza todos os biótipos. É ideal para mulheres com seios grandes e também para seios pequenos. Tem efeito de alongar a silhueta, porém devemos ter cuidado com a profundidade do corte, para saber se está adequado à idade e à ocasião.

 Decote quadrado: é mais indicado para mulheres com seios grandes, já que ajuda a disfarçar o volume. Para as mulheres com seios pequenos ele não é recomendado, pois causa o efeito de seios achatados.

Decote U: ótimo para mulheres com seios pequenos, porque o tipo de corte dá a impressão de que são maiores. Nesse caso, as mulheres com mais seios não devem usar.

Decote canoa: este modelo aumenta os ombros, então quem já tem essa parte do corpo maior deve optar por outros formatos. Esse tipo também é indicado para as mulheres com quadril largo e seios pequenos porque equilibra a silhueta.

Tomara que caia: é um modelo que valoriza o colo e os braços, mas não é bom para todos os tipos de corpos. É ideal para mulheres com seios pequenos ou médios e também dá impressão de ombros mais largos.

Diferente dos decotes que são vistos em praticamente todas as blusas ou vestidos, as fendas não são unanimidade nas peças. Até pouco tempo atrás, costumávamos ver este tipo de corte apenas em vestidos de festas mais formais. Hoje as fendas ganharam as ruas e aparecem, principalmente, nos looks do dia a dia. Aí vem a dúvida: como usar e combinar com decote? Para Moara, o segredo é o equilíbrio. “Quando colocar um decote muito grande em cima, diminua o tamanho da fenda embaixo e vice-versa”. Ou seja, se quiser um decote mais profundo, a fenda deve ser menor, agora se quiser uma fenda mais longa, é só diminuir o decote.

 Mas se o ciúme foi enlouquecedor? Confira mais essa dica para você auxiliar sua parceira e poder ficar tranquilo!

Como saber se é o tamanho ideal? A dica da consultora de imagem e estilo é bem simples. “Faça o teste da cadeira! Sente, cruze as pernas e repare se está de acordo com o que você queria. Se não aparecer nada você não gostaria de mostrar, você está pronta!”

Os decotes e fendas, quando usados da maneira correta podem valorizar o seu corpo e o que você tem de melhor. Na hora de escolher o decote, a mulher deve sempre ter o cuidado de observar o tamanho do busto. Mulheres com seios pequenos ou médios podem escolher os decotes muito profundos e ainda assim ficar elegantes. Já para as que têm seios maiores é melhor que o decote não seja tão grande, nem tão apertado, para não cair na vulgaridade.

Anotou todas as dicas?