Bom dia, já tomou seu café?

Conheça as variedades do grão dessa bebida tão popular pelo mundo

Quem gosta de café, conhece bem a diferença que um grão bem escolhido faz no sabor da bebida. No Brasil, existem dois tipos de grãos que podem ser usados na produção do café: Arábica (Coffea arabica) e Robusta (Coffea canephora). Ambos apresentam inúmeras variações, cada um com seu aroma e sabor específicos.

A preferência de café é pelo do tipo Arábica, possuem aroma e doçura intensos com muitas variações de acidez, corpo e sabor. Os cafés especiais e gourmet são 100% Arábica. O Arábica possui 50% menos cafeína que o Robusta.

Blends de Café

Os melhores blends incluem até cinco ou seis diferentes tipos de café (chamados de origens) e podem ser 100% arábica ou uma mistura de arábica e robusta: o primeiro é doce e aromático, e o último é encorpado e intenso. Os blends são como receitas secretas, preparadas com cuidado, e que tornam único e distinto o café do produtor.

TIPOS DE GRÃOS

Tipo Arábica

A planta que dá origem a este tipo de grão é originária da Etiópia. A altitude do local do cultivo faz muita diferença na qualidade do café produzido: quanto mais alto, melhor. Por isso, os grãos cultivados no Brasil, plantados a 1200 metros de altitude, apresentam uma excelente qualidade. Apesar de possuir quantidade inferior de cafeína, seu sabor costuma ser especial. Ele é ideal para a produção das bebidas gourmet, visto que, seus grãos esverdeados são mais finos e requintados.

Café Bourbon

Uma das mais conhecidas variedades da planta arábica é o tipo Bourbon. Este café é mais popular em países estrangeiros. Entre suas principais características estão à textura achocolatada, a acidez média e o aroma forte. É uma bebida indicada para quem prefere o café com sabor adocicado, com notas aromáticas que lembram o caramelo.

Café Kona

Esta variedade é cultivada no Havaí, no distrito de Kona. O clima e o solo da região são ideais para as plantações de Arábica, especialmente as áreas próximas aos vulcões Mauna Loa e Hualalai. A bebida feita com grãos de Kona é muito apreciada por quem gosta de cafés gourmet. Há quem considere este o melhor café do mundo.

Café Catuaí

Para garantir a boa qualidade desta variedade de Arábica, o ideal é que seja plantada a pelo menos mil metros de altitude. A altitude fará com que os grãos absorvam com maior intensidade os açúcares naturais durante seu processo de maturação. Este é um tipo de grão amplamente cultivado no Brasil. O café Catuaí apresenta acidez moderada e dispensa a adição de açúcar. O Catuaí, que significa “muito bom”, faz jus ao nome, por ser mais rústico.

Café Acaiá

Os grãos de acaiá são recomendados para quem prefere um café suave, com notas aromáticas que lembram frutas. O café de acaiá apresenta sabor achocolatado e acidez média. Para um sabor mais forte e corpo intenso, este café pode ser harmonizado com grãos de Bourbon.

Tipo Robusta

O café feito com este tipo de grão apresenta mais cafeína, portanto, é indicado para quem prefere uma bebida forte e com gosto mais amargo. A planta Coffea Ccnephora, originária da África ocidental, é cultivada em diversos países, inclusive no Brasil.

Esta é uma planta que se desenvolve com facilidade em regiões de clima quente e úmido e em altitudes de até 600 metros. O grão originário desta planta apresenta maior resistência a pragas do que o tipo Arábica. Por estas e outras razões, é mais fácil e econômico cultivar plantações de Robusta.

Um dos usos mais comuns dos grãos de Robusta é nos cafés instantâneos. A adição destes grãos faz com que o café fique mais encorpado e com sabor mais amargo. As bebidas preparadas com estes grãos apresentam finalização prolongada, sabor achocolatado e teor de cafeína que pode variar entre 2 e 4,5%.

Classificação Oficial Brasileira (COB)

A COB compreende 7 tipos de café arábica, que variam de 2 a 8, resultantes da quantidade de defeitos averiguada em uma amostra de 300 gramas de grão de café verde.  Quanto maior for o número do tipo COB menor será a qualidade do café gourmet, pois, quanto maior o COB, maior o número de defeitos averiguados nas amostras.  O COB tipo 3 tem até 12 defeitos e é considerado o grão de café de melhor qualidade para exportação.  O COB tipo 2 tem até 4 defeitos e o tipo 8 até 360 defeitos por amostra.  São considerados defeitos: grão de café preto, ardido, pedra, pau.