Blazer de lã fria, como incrementar essa peça no look?

Saiba mais sobre esse tecido, como usá-lo e os cuidados

No verão, a ideia de que as mulheres são privilegiadas com roupas sociais mais fresquinhas, como saias e camisas de seda é uma meia-verdade. Apesar de mais restrito, o guarda-roupas masculino conta, sim, com algumas opções que podem virar curingas nos dias mais quentes, como é o caso das peças feitas de lã fria.

Para quem nunca ouviu falar nela, a lã fria é um tecido isolante térmico – muito agradável para ser utilizado em qualquer época do ano –, que proporciona a confecção de ternos de qualidade, com versatilidade e caimentos perfeitos. Além disso, essa lã é uma matéria-prima que pode ser comparada aos melhores tecidos italianos e ingleses.

Na escolha do blazer perfeito, a peça em lã fria parece uma escolha mais acertada, o tecido é frio no verão e quente no inverno, ou seja, pode ser usado em qualquer condição climática. Mais comum do que se imagina, esse material era muito utilizado no deserto, porque nele o corpo podia respirar durante o dia e se aquecer à noite. É ótima para variações térmicas.

Dessa forma, o tecido é uma opção prática e versátil para o verão no Brasil, quando as temperaturas costumam ser bastante altas. Além de ser extremante confortável, já que é um composto 100% natural.

Considerado um dos itens mais chiques e sofisticados do guarda-roupa masculino, os ternos de lã fria possuem várias classificações de acordo com a espessura do seu fio: Super 100, com as tramas mais grossas, Super 120, Super 130, Super 150 e super 180, este último possui a trama mais fina e, consequentemente, dá mais conforto e melhor caimento. A unidade de medida da espessura do fio da lã é em micra e sua leveza irá depender da finura do fio, quanto mais fino, mais leve.

Como usar

Um bom blazer melhora o visual de qualquer homem e pode combinar com várias roupas. Feito do material, esse blazer consegue passear por inúmeros estilos. “Do mais clássico, usado com calças mais formais, aos mais modernos, que usam com bermudas” ensina o consultor de moda, Arlindo Grund.

Além disso, é indicado para se usar tanto no dia a dia quanto em ocasiões formais, como casamentos ou solenidades. Para trabalhar, a melhor opção é uma lã fria super 120, pois ela é mais resistente. Um tecido mais fino, como o super 180, por conta de sua delicadeza, é recomendável apenas para ocasiões especiais. Outro diferencial desse tecido é o fato de estar disponível em praticamente todas as cores.

Assim, a dica é sempre ter um modelo básico, pois ele é fácil de encaixar desde as camisas xadrez até as lisas e listradas. Já os mais detalhados devem ser usados com camisas básicas, que não chamem tanta atenção. Em algumas ocasiões, o uso da gravata junto ao blazer e à camisa também pode ser muito bem-vindo.

A última dica, para aqueles que querem investir um pouco mais, a ultima novidade nos tecidos de terno é o chamado “Cool Effect” da Zegna, que diminui em 10° a temperatura corporal no sol. Por exemplo: se você estiver andando num sol de 30°, a sua temperatura será de 20°.

Cuidados

Por ser um tecido muito fino, a indicação é que as peças de lã fria sejam lavadas a seco. Esse processo vai garantir que seu o tecido fique desengordurado, brilhante e, consequentemente, dure mais. Após a lavagem, deixe as peças secando por algumas horas na horizontal, sem pendurá-las. Para guardar, a dica é armazenar as peças em local ventilado, como uma capa de tecido em TNT, nunca plástica, pois o tecido precisa respirar.