Benefícios dos alimentos roxos

Ricos em substâncias que previnem o câncer, obesidade e envelhecimento

Com certeza já te disseram isso antes, mas não custa ressaltar outra vez: coma frutas e legumes! Não há dúvidas que uma dieta rica em frutas e legumes beneficia muito a saúde, ajuda a prevenir doenças do coração, derrame cerebral, pressão alta, alguns tipos de câncer, doença dos olhos e complicações gastrointestinais. Uma alimentação saudável pode auxiliar no tratamento alternativo contra doenças.

Contudo, as cores desses alimentos são muito mais do que uma qualidade estética, geralmente apontam certos nutrientes presentes. Por exemplo, os vegetais roxos e azulados normalmente indicam a presença de poderosos antioxidantes.

Berinjela, ameixa, uva, jabuticaba, amora, alface e repolho roxos. Colocar essas frutas e legumes no carrinho do supermercado é garantia de mais saúde. Os alimentos de cor roxa possuem uma substância chamada antocianina, que protege nosso corpo contra infecções, tumores, combate os radicais livres e até a obesidade.

Além disso, apresentam também fenólicos, componente que ajuda na prevenção do câncer, doenças do coração e Alzheimer. Outro benefício já comprovado cientificamente são as propriedades antienvelhecimento, ocasionadas devido aos nutrientes tais como o chamado resveratrol.

A nutricionista Ana Amélia Cavarzeri, afirma que os alimentos roxos ainda são ricos em ácido elágico. “Essa substância atua no controle da glicemia, melhora da resistência à insulina, têm efeitos antioxidantes, anti-inflamatórios e atuam no controle de peso. Isso porque regulam as células gordurosas”, explica a especialista.

Alguns exemplares desses alimentos e seus benefícios para a saúde:

Berinjela: ótima para dietas de emagrecimento porque contém saponina, que ajuda a quebrar moléculas de gordura e impede sua absorção pelo corpo. Outro benefício é a produção de energia, ela ajuda a dar disposição, quando entra em contato com a vitamina B1.

Jabuticaba: muita gente pensa que só a polpa é rica em nutrientes, mas a casca também está cheia de fibras e vitaminas, principalmente a C e do complexo B, além de minerais e compostos fenólicos importantes.

Mirtilo: é uma fruta de baixa caloria e uma excelente fonte de vitaminas A, B, C, E e K, além de minerais como potássio, cálcio, magnésio e fósforo. Também é rica em antioxidantes, como a antocianina.

Ameixa: além de ser rica em minerais e vitaminas C e E, a ameixa ajuda a equilibrar as taxas de glicose, triglicérides e colesterol. O suco de ameixa é um poderoso antioxidante e, além de combater o envelhecimento precoce, é bom para rouquidão, gripe, tosse, problemas digestivos, gastrite e cólicas.

Açaí: ajuda no controle do colesterol e reduz o risco de infarto.

Cebola roxa: a recomendação é de consumir meia cebola por dia, pois ajuda a aumentar a produção de alicina e aliina, enzimas que combatem o colesterol.

Uva: é um ótimo antioxidante, rica em vitaminas C e do complexo B, além de potássio e carotenos. Indicada para casos de ácido úrico, prisão de ventre, bronquite e hipertensão arterial.

Batata-doce: por ser rica em fibras, a batata-doce auxilia a digestão e o controle do colesterol. É ótima para ser consumida antes dos exercícios físicos.

Beterraba: é uma excelente fonte de fibra dietética, auxiliando na digestão e em problemas cardiovasculares. É pouco calórica, rica em hidratos de carbono, assim como em vitaminas e minerais (betacaroteno, ácido fólico, manganês, ferro, potássio e fósforo).

Repolho roxo: pouco calórico, é uma ótima fonte de vitamina C e rico em fibras. Ajuda a fortalecer o sistema imunológico e, por conter selênio, favorece uma pele saudável. Também é cicatrizante e combate gripes e resfriados. O repolho roxo tem mais vitamina C e fósforo do que as versões verde e branca.

Alface roxa: as folhas roxas ajudam na prevenção e tratamento de vários tipos de câncer, além de melhorar a saúde da pele e dos cabelos.