Alimentos funcionais: linhaça

Veja os benefícios da linhaça, primeiro alimento funcional

A linhaça é a semente do linho e é utilizada na culinária. Ela é considerada um alimento funcional, trazendo benefícios para o coração, intestino e até mesmo prevenindo alguns tipos de câncer. Contudo, o benefício carro-chefe da linhaça é o emagrecimento, pois suas fibras atuam na liberação da glicose no sangue e reduzem, por tabela, o acúmulo de gordura no corpo. E ainda é uma alternativa de cereal sem glúten.

Existem dois tipos de linhaça, a marrom e a dourada, mas elas não apresentam grandes diferenças nutricionais, a não ser um pouco mais de ácidos graxos, ômega 3 e 6 na primeira, mas são condições que podem variar de acordo com a região em que ela foi plantada, por exemplo.

A linhaça também é bastante rica em lignanas, substâncias muito semelhantes ao estrógeno e por isso são chamadas de fitoestrógenas, que estão relacionadas à proteção contra o câncer de mama e à saúde dos ossos das mulheres.

As fibras são outro nutriente em destaque da linhaça. A porção recomendada dessa semente é de 10 gramas por dia, aproximadamente de uma colher de sopa. Essa quantidade contém 3,35 granas de fibras. Como precisamos consumir até 25 gramas ao dia, ela contém 13% da quantidade diária recomendada.

Sendo assim, ela carrega consigo alguns nutrientes:

– 13% de fibras

– 13 % de magnésio

– 12% de manganês

– 9% fósforo

– 6% de zinco

– 6% de gorduras totais

– 3% de proteínas

– 3% de ferro

– 2% de gorduras saturadas

– 2% de cálcio

– 1% de carboidratos

 

Benefícios da linhaça

Melhora a prisão de ventre: é rica em fibra que facilita o trânsito intestinal.

Ajuda a controlar o açúcar no sangue: seu conteúdo em fibra impede que a o açúcar seja absorvido muito rapidamente.

Diminui o colesterol: é rica em fibras e ômega 3, que diminuem o colesterol ruim.

Ajuda a emagrecer: as fibras aumentam a sensação de saciedade, diminuindo o apetite exagerado.

Reduz o risco de doenças cardiovasculares: controla o colesterol e diminui a absorção de gordura no intestino.

Reduz inflamações no corpo: é muito rica em ômega 3.

Nas mulheres, diminui os sintomas da TPM: e da Menopausa, pois tem boas quantidades de isoflavona, fitoesteroide e lignana, que controlam os hormônios femininos.

 

Como consumir a linhaça

Farinha de linhaça: pode ser adicionada em sucos, saladas, frutas e iogurtes, e por já estar triturada, o que garante uma melhor absorção de todos os seus nutrientes, conserva as fibras.

Grão: ao consumir a linhaça em grãos, o ideal é mastigá-la muito bem para quebrar sua casca. Outra forma de garantir o consumo de seus nutrientes é triturá-la em casa, mas só é possível conservar esse alimento na geladeira por quatro dias, mais do que isso ela perde seus nutrientes essenciais. Ou você pode batê-la diretamente com sucos, iogurtes e vitaminas.

Óleo de linhaça: uma boa opção para ser utilizado em preparações prontas, como temperar saladas. Porém, esse óleo não ser aquecido nem prensado no calor, pois as altas temperaturas anulam as propriedades da linhaça. Por isso, é preciso muito cuidado ao comprar. Além disso, essa versão perde as fibras.

Suplementos: o consumo do óleo de linhaça pode ser manipulado em cápsulas. Normalmente, por conta da manipulação e de todo processo de encapsulamento, elas acabam sendo menos efetivas do que o alimento natural, mesmo assim seu consumo dessa forma deve ser receitado por um médico nutrólogo.