Alimentos funcionais: chá verde

Veja os benefícios do chá verde, quarto alimento funcional

Oriundo da planta Camellia sinensis, a mesma que origina os chás preto e branco, o chá verde tem suas folhas colocadas sob vapor e depois, secas, por isso contém propriedades diferentes. Desta forma previne-se oxidação dos ingredientes e preservam-se os nutrientes. Entre os derivados da erva, esse é o chá mais popular do Brasil e foi alvo de mais estudos do que seus “irmãos”. Estima-se que a bebida corresponde entre 80% e 90% da produção de chá chinês, terra natal dessa planta, que hoje é cultivada em todo mundo.

O principal benefício do chá verde é ajudar a emagrecer, por conta da cafeína e catequinas que aceleram o metabolismo, fazendo com que o organismo gaste mais energia, além de facilitar a digestão, ajudar a regular o intestino e combater a retenção de líquidos no organismo.

– proteger as células do organismo

– retardar o envelhecimento celular

– combater o colesterol

– prevenir doenças do coração

– ajudar a prevenir vários tipos de câncer

 

Benefícios do chá verde

Atua na composição de gorduras do corpo: além de promover o emagrecimento, as pessoas que tomam o chá verde obtêm uma melhor composição adiposa no organismo, o que reduz as chances de várias doenças aparecerem, como diabetes e hipertensão.

Traz saciedade: o consumo do chá nas quantidades recomendadas evita que você coma mais do que o necessário para seu organismo.

Acelera o metabolismo: o chá verde também é conhecido por seu efeito termogênico. O que faz com que o metabolismo funcione mais rapidamente, o que queima mais energia do nosso corpo, evitando que ela se torne gordura e se acumule. Além de fazer com que a gordura seja utilizada e reduzir seu acúmulo também.

É um potente antioxidante: as catequinas do chá verde têm o poder de combater os radicais livres em nosso organismo. Por isso mesmo a bebida atua na prevenção e/ou tratamento de doenças crônicas como o câncer, doenças cardiovasculares e diabetes, além de ajudarem no antienvelhecimento da pele.

Combate o colesterol: as catequinas EGCG reduzem a absorção desse nutriente no nosso intestino, reduzindo assim sua quantidade em nosso corpo. Estudos mostram mais sua ação na redução do LDL, considerado o colesterol ruim, e não no aumento do HDL, o mocinho da história. Além disso, outros polifenois chamados de taninos também estão relacionados a essa redução do LDL, de acordo com alguns estudos.

Melhora o humor: existe um aminoácido no chá verde chamado L-teanina que é exclusivo dessa planta e deve consistir em cerca de 2% do seu peso. Quando ele é liberado em nosso corpo, vai para o cérebro e lá aumenta a produção de dopamina e serotonina, neurotransmissores que estão ligados à sensação de bem estar.

Otimiza a digestão: a ação do chá verde é diferente dos outros chás digestivos, que trabalham aumentando os sucos gástricos. Sua atuação nesse processo ocorre, possivelmente, devido a alguns compostos bioativos que ele traz em sua composição, estimula a microbiota do intestino, também conhecida como flora intestinal. Como um benefício extra, estimula as bactérias do organismo, o que melhora a imunidade.

Protege nossa cognição: alguns estudos demonstram que o consumo de chá verde pode afastar doenças relacionadas ao declinou da mente, como o Alzheimer. Um estudo realizado na Austrália revelou que a bebida pode proteger o cérebro de certos tipos de demência, pois os compostos polifenois presentes no chá podem apresentar propriedades neuroprotetoras, principalmente contra duas substâncias danosas nessa doença: o peróxido de hidrogênio e uma proteína chamada beta-amiloide.

 

Como consumir do chá verde

O chá verde pode ser encontrado em pó, saquinhos e até mesmo em cápsulas. Contudo, nenhum dessas versões preserva os nutrientes originais e mais importantes do chá como as folhas da erva, que deve ser preparada em forma de infusão.

Porém, não é preciso tomar alguns cuidados ao preparar seu chá verde em casa. Ao fazer a infusão é muito importante não deixar a água ferver. Coloque a água no fogo e espere formar as primeiras bolinhas. Então, acrescente duas colheres (sopa) do chá na água, desligue o fogo e deixe por cinco a dez minutos, abafando. Para reduzir o efeito estimulando, experimente descartar essa primeira água e então repetir o processo.

Depois de pronto, ele deve ser conservado em um recipiente de vidro na geladeira ou em garrafa térmica, e suas propriedades permanecem intactas por apenas 24 horas.

 

Contraindicações

Gestantes: gestantes devem evitar tomar o chá verde, pois ele pode reduzir o fluxo do sangue para a placenta, dificultando o desenvolvimento do feto.

Pessoas com hipertireoidismo: já que elas estão mais propensas à aceleração do metabolismo, devido a maior produção de hormônios da tireoide. Também é contraindicado para hipertensos, pessoas com glaucoma e irritações gástricas.

O chá verde também pode ter interações medicamentosas com remédios que estimulam o sistema nervoso simpático, portanto ele não é indicado para quem os ingere. Vale consultar seu médico antes de começar a tomar.